Química com humor

Alunos de química da USP estiveram no Bandeirantes realizando o projeto Química em Ação. Com a sala A31 lotada, por meio de uma peça de teatro, os universitários mostraram como a disciplina é ligada ao nosso cotidiano e pode ser divertida.

Os personagens do cientista, sua assistente, os seguranças e uma senhora surda provocaram muitas risadas – ao mesmo tempo , reações químicas eram feitas pelos alunos do Band. “Nosso objetivo é mostrar que a Química é legal, e divertir as pessoas com as experiências. O resultado é muito satisfatório pelas expressões que elas fazem”, explicou a estudante da USP Luciene Lima.

O projeto Química em Ação existe desde 1984, mas essa foi a primeira vez que se
apresentaram no Bandeirantes. “Já tinha assistido à peça há um tempo e gostei muito. Pensei em trazê-los para o Colégio. Queria mostrar que a química é divertida, e também divulgar mais o curso para os alunos”, explicou o coordenador de Química, Ricardo Almeida.

Com experiências envolvendo fogo, misturas gelatinosas e músicas, os universitários prenderam a atenção dos presentes durante o tempo inteiro, e ainda solicitaram a participação de sete alunos. “Vi a Química profissional, porém com o toque do humor. Para quem está em dúvida entre Química ou outra carreira, ficará com mais certezas após assistir à peça”, acredita o estudante Lucas Aguiar.

Compartilhe:

Experiência Acadêmica

A tradicional Feira de Ciências do Band acontece em outubro. Alunos do 2º ano já estão preparando seus projetos. Buscando aprimorar seus trabalhos e aprofundar os assuntos das pesquisas, eles têm visitado universidades, junto aos professores.


Alunos visitam UREOsasco (Usina de Reciclagem de Entulho em Osasco).

A principal parceria toma forma com a Universidade de São Paulo (USP), instituição que reforça cada vez mais suas relações com o Band. Os projetos para a Feira são tão atuais que alguns têm o mesmo tema de pesquisas feitas por estudantes da própria USP.

Estimulantes e motivadoras, as visitas tem sido muito proveitosas para a realização de seus projetos científicos. “Essa é uma oportunidade muito especial para mim. Nunca tinha vivenciado um ambiente universitário, e essas visitas tem me inserido nesse mundo. Talvez eu não tivesse essa chance em outros colégios”, entusiasma-se o aluno Giancarlo Ferrigno Alves, que pretende cursar o ITA.

Os docentes das próprias instituições universitárias têm ajudado na orientação dos alunos do Band. Os grupos do professor Flávio Campos, de Física, e do Rodolfo Tasca, de Química, por exemplo, estão recebendo colaboração de Henrique Toma, um dos pesquisadores mais renomados do Brasil.

Já o grupo do docente Alexandre Magno, de Física, está trabalhando em parceria com os educadores Jivaldo Matos e Luis Camacho, e o grupo dos professores Elisabeth Pontes e Franco Ramunno tem orientação de Jorge Tenório, da POLI.

“Os alunos do Band passam por uma rigorosa formação teórica em salas de aula e laboratórios, mas a oportunidade de sentirem como é uma pesquisa científica só acontece na prática de uma Iniciação Científica. Estamos propondo isso ao levá-los aos laboratórios de universidade, onde podem realizar suas pesquisas com mais abrangência”, explicou o coordenador de Química e da Feira de Ciências, José Ricardo Almeida.

Compartilhe:

Alunos na Febrace

Nos dias 13, 14 e 15 de março acontece a Feira Brasileira de Ciência e Engenharia, a Febrace, que receberá o projeto vencedor da Feira de Ciências do Bandeirantes. O evento realizado na Escola Politécnica da USP é a principal feira de ciências de abrangência nacional e internacional do país. A feira reúne projetos dos mais diversos temas que ficam expostos por três dias, estimulando assim, uma cultura investigativa, de criatividade, inovação e empreendedorismo entre os participantes e visitantes.

Após vencer a feira de ciências do Band em 2011, o trabalho sobre o Biomonitoramento da Poluição do Ar e Saúde Ambiental, realizado pelos alunos Rodrigo Honorio de Lima (3E1), Matheus Kallio de Sá Pereira (3E1) e Mariana Martins Tocchio (3B1), orientados pelo professor de Física Alexandre Magno, participará da Febrace de 2012. O objetivo do experimento foi o de analisar o ar e sua qualidade. Por meio de aparelhos de monitoramento, o grupo estudou os danos que podem ser causados ao seres humanos.

Os vencedores da Febrace poderão se credenciar na Intel Isef (International Science and Engineering Fair), na Milset (Movement International pour le Loisir Scientifique Et Technique) e na Mostratec (Mostra Internacional de Ciências e Tecnologia), 3 das principais feiras do mundo.

A Febrace acontece na POLI-USP, na cidade universitária no Butantã, nos dias 13, 14 e 15 de março. A entrada é gratuita e para todas as idade, porém existem palestras com vagas limitadas.

Para mais informações, acesse o site do evento clicando aqui.

Compartilhe: