Parceria com ONG conecta estudantes com EUA e Qatar

O Colégio Bandeirantes firmou uma parceria com a ONG americana GNG (Global Nomads Group). A missão desta ONG é incentivar discussões sobre diversos temas entre jovens do mundo todo, através de videoconferências, redes sociais e filmagens compartilhadas através da internet.

“O encontro com os demais professores participantes do projeto foi muito proveitoso pois agora temos conhecimento de quem está do outro lado da câmera. Imagino que o contato prévio que tivemos em Nova York será benéfico caso precisemos rediscutir estratégias ou até mediar conflitos durante as videoconferências.”, comenta o professor de Química, Franco Ramunno.

Dentre os diversos projetos organizados pela GNG, o Band participará do Connecting Cultures, Exploring Science: Path to Sustainable Energy (PaSE) que, em parceria com a Qatar International Foundation (QIF), procura explorar com os alunos como podemos construir um futuro sustentável tendo em vista as atuais necessidades de energia. O projeto conta com 12 alunos das 1.a e 2.a séries do Ensino Médio que participarão da Feira de Ciências.

Entre 10 e 14 de fevereiro de 2014, em Nova York, foram realizadas encontros dos professores participantes do Brasil, Qatar e Estados Unidos. Os encontros ocorreram na sede da empresa Polycom, parceira da ONG e focada no desenvolvimento de hardwares e softwares para videoconferências.

“Para os alunos será interessante porque o ocidental, de um modo geral, tem menos contato e ainda um pouco de preconceito com os países do Oriente. Eu acho que o contato com os alunos, ainda mais com o pessoal do Qatar, será uma oportunidade ímpar para todos.”, explicou Franco.

A aluna Rachel Oliveira, da 1.a série, diz estar muito animada sobre conversar com outros jovens de culturas diferentes, reforçando que foi exatamente este contato que despertou seu interesse em entrar no projeto PaSE. “De certo modo, me mostrou que o projeto também parte de valores como a união, o pensamento ao próximo, o “objetivo comum” de todos nós.”, completa Rachel. Além disso, ela acredita que isto seja uma grande oportunidade para conhecer outros modos de vida e também melhorar a convivência em grupo.

A etapa internacional do PaSE ocorrerá até final de maio e contará com a realização de quatro videoconferência entre as escolas que compõem o projeto, o que possibilitará que os estudantes troquem informações e experiências. A partir de junho, os esforços dos alunos se concentrarão em finalizar os projetos propostos para apresentação em outubro na Feira de Ciências do Band.

Da esquerda para direita: Kerry Fergason (professora americana que leciona Environmental Science (Ciências da Natureza) na Highland Park Independent School District), Franco Ramunno (professor brasileiro que leciona Química no Colégio Bandeirantes) e Maria Prasad (professora indiana que leciona no Qatar Independent School for Girls).

 

Compartilhe:

SUSTENTABILIDADE E SOLIDARIEDADE

O Projeto Educação para a Sustentabilidade acredita que sustentabilidade tem tudo a ver com solidariedade.

Dessa forma, a equipe tem colaborado com a coleta de lacres metálicos para a Ong Vidas – liderada pela professora Patrícia Goloni -, os quais são trocados por cadeiras de rodas.

A iniciativa contou com a ajuda da professora de Artes, Paula Moraes, na criação de verdadeiras “obras de arte” de arame, as quais foram presas nas muitas lixeiras de metal espalhadas pela escola.
Alunos do Fundamental e Médio, então, fizeram sua parte, colocando os lacres das latinhas presos aos arames, tornando a obra, além de bonita, interativa.


Após uma semana de campanha, a Equipe do Educação para a Sustentabilidade retirou e contabilizou os lacres.
Foram mais de 850, graças à participação de todos.

Esse número também nos deu a dimensão da grande quantidade de latinhas que são consumidas por semana no colégio.

Agora, é partir para uma campanha que estimule os alunos a descartar esse material na lixeira correta.

Obrigado a todos pelo apoio a essa campanha.

Compartilhe: