Microscópios permitem gravar imagens

Possibilitando a eternização de imagens visualizadas no aparelho, há 4 anos o Band adota o uso de microscópios com câmera nos laboratórios de Biologia. A necessidade dos alunos de gravar trechos do que presenciavam em sala de aula, unida à facilidade de exposição de forma coletiva do que era visto nos microscópios, justificam o investimento realizado e que até hoje dá resultados positivos no aprendizado.

Os aparelhos são dotados de alta sensibilidade de cores, controle de brilho e contraste e ajuste de dioptria, para que os alunos com miopia, astigmatismo ou hipermetropia possam enxergar os microorganismos observados sem o uso de óculos ou lentes de contato.

“A própria apostila do laboratório já acompanha exercícios em que o alunos deve esboçar aquilo o que vê no microscópio”, explica Bernardo Borrone, Técnico do Laboratório de Biologia.

Além de poder importar as imagens para o computador e assim enviá-las para consultas em casa, os alunos podem pedir ao professor para que a imagem visualizada em seu microscópio seja compartilhada com a sala, como acontece quando são encontrados organismos raros ou incomuns. “A imagem da câmera no microscópio pode facilmente ser transferida para a tela, o que permite a visualização coletiva do material analisado”, pontua Bernardo.

“Quando surgiu a necessidade de adquirirmos os microscópios com câmera, foi feita uma pesquisa no mercado para compreendermos quais modelos seriam de maior custo-benefício.

Temos os microscópios há mais de 4 anos e até hoje não precisamos fazer nenhum tipo de manutenção ou reposição de peças”, comentou.

Compartilhe:

Experiência Acadêmica

A tradicional Feira de Ciências do Band acontece em outubro. Alunos do 2º ano já estão preparando seus projetos. Buscando aprimorar seus trabalhos e aprofundar os assuntos das pesquisas, eles têm visitado universidades, junto aos professores.


Alunos visitam UREOsasco (Usina de Reciclagem de Entulho em Osasco).

A principal parceria toma forma com a Universidade de São Paulo (USP), instituição que reforça cada vez mais suas relações com o Band. Os projetos para a Feira são tão atuais que alguns têm o mesmo tema de pesquisas feitas por estudantes da própria USP.

Estimulantes e motivadoras, as visitas tem sido muito proveitosas para a realização de seus projetos científicos. “Essa é uma oportunidade muito especial para mim. Nunca tinha vivenciado um ambiente universitário, e essas visitas tem me inserido nesse mundo. Talvez eu não tivesse essa chance em outros colégios”, entusiasma-se o aluno Giancarlo Ferrigno Alves, que pretende cursar o ITA.

Os docentes das próprias instituições universitárias têm ajudado na orientação dos alunos do Band. Os grupos do professor Flávio Campos, de Física, e do Rodolfo Tasca, de Química, por exemplo, estão recebendo colaboração de Henrique Toma, um dos pesquisadores mais renomados do Brasil.

Já o grupo do docente Alexandre Magno, de Física, está trabalhando em parceria com os educadores Jivaldo Matos e Luis Camacho, e o grupo dos professores Elisabeth Pontes e Franco Ramunno tem orientação de Jorge Tenório, da POLI.

“Os alunos do Band passam por uma rigorosa formação teórica em salas de aula e laboratórios, mas a oportunidade de sentirem como é uma pesquisa científica só acontece na prática de uma Iniciação Científica. Estamos propondo isso ao levá-los aos laboratórios de universidade, onde podem realizar suas pesquisas com mais abrangência”, explicou o coordenador de Química e da Feira de Ciências, José Ricardo Almeida.

Compartilhe:

Aprender para não esquecer

Muitas lições que aprendemos na vida jamais as esquecemos, mesmo com o passar de muito tempo.

Outras informações porém, são esquecidas em pouco tempo.

Como funciona o “mecanismo” do aprendizado?

Quando temos que assimilar muita informação em um curto período de tempo, muitos dados acabam se perdendo pelo meio do caminho.

“As informações visuais são transmitidas ao córtex occipital e percorrem um longo caminho até chegar ao lobo temporal”, explica o neurologista Ibsen Tadeo Damiani, professor da Santa Casa de São Paulo e secretário da divisão de neurologia da Associação Paulista de Medicina (APM).

No processo, há uma alteração na taxa de disparos químicos entre os neurônios, as células que fazem a comunicação de dados no cérebro. Essa é a memória de curto prazo, que você usa rapidamente e esquece em seguida.

Isto significa que para lembrar um dado duas semanas depois de tê-lo captado na mente, é preciso convertê-lo em memória de longo prazo. Esse trabalho fica a cargo do hipocampo, segundo o médico. “Depois que os dados são integrados aos circuitos do cérebro, o hipocampo descansa e quem trabalha é lobo frontal, estrutura responsável pelo processo de recordação. É ele que traz à tona todas as informações que foram devidamente estocadas”.

hipocampo

Em termos práticos, para conseguir armazenar uma avalanche de informações, é necessário ter motivação e interesse na hora do estudo.

Quando se utiliza mais que um dos sentidos no aprendizado além da audição os estímulos são muito mais intensos e as informações ficam retidas por muito mais tempo. É por essa razão que nos laboratórios do Colégio Bandeirantes os alunos realizam aulas práticas utilizando uma abundância de materiais e recursos tecnológicos que os permitem observar, identificar um problema, levantar hipóteses e realizar experimentos, para testar as hipóteses levantadas. Este estímulo realiza muito no sentido de motivar o interesse do aluno, processo fundamental para o aprendizado de “longo prazo”, ou seja aprender para não esquecer.

Aula prática de botânica

Alunos em aula prática de botânica

Alunos realizando testes para determinar as substâncias presentes nos alimentos

Alunos testando substâncias presentes nos alimentos

Alunos fazendo CT na planta Impatiens walleriana (beijinho)

Alunos realizando CT na planta Impatiens walleriana (beijinho)

Alunos em aula prática de eletroforese

Alunos em aula prática de eletroforese

Aluno aprendendo a manusear uma micropipeta

Aluno (dir.) aprendendo a manusear uma micropipeta

Compartilhe: