Força Canindé vence “melhor equipe estreante” em Abu Dhabi

Na etapa mundial da competição de F1 in Schools, que aconteceu em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), a equipe Força Canindé dos estudantes alunos Gabriel Saruhashi, Rafael Kaminski, Francisco Tada, Cristóbal Sciutto, Cristina Liu, Thomas Giordano, Pedro de Oliveira e Victoria Moribe,venceu o prêmio de melhor time estreante. O projeto, patrocinado pelo Bandeirantes, teve o apoio dos professores Cristiana Mattos, Franco Ramunno e José Ricardo de Almeida e também dos organizadores regionais do F1 in Schools , Manoel Belém e Waldemar Battaglia.

20141119 - 78

A competição, que aconteceu pela primeira vez no Brasil, consiste na construção de uma miniatura de carrinho de Fórmula 1. Além do critério de velocidade, ainda existem as avaliações da qualidade do estande, do projeto de marketing e do portfólio da equipe. Na etapa nacional, a escuderia venceu em primeiro lugar, garantindo, assim, a vaga para competir mundialmente.

20141119 - 68

20141120 - 18No Ferrari World, o maior parque temático da Ferrari, os alunos, acompanhados dos professores Franco e Almeida, puderam competir e interagir com equipes de diversas nacionalidades.

A Força Canindé garantiu o prêmio de melhor equipe estreante e teve o 20.o melhor tempo entre as 38 equipes. “A colocação final foi excelente, uma vez que não contamos com amplos patrocínios e éramos novos na competição”, explicou o aluno Thomas Giordando, Gerente de Marketing da escuderia. O prêmio foi entregue pela equipe de corrida de Fórmula 1 Sauber, que ainda permitiu que os alunos pudessem visitar o boxes do Circuito Yas Marina de corrida.

IMG_4637

O Coordenador de Química Prof. Ricardo Almeida ressaltou a importância da experiência profissional e cultural vivenciada pelos alunos durante a competição. “Eles aprenderam a lidar com frustações, alegrias e diferenças de forma muito madura”, explicou. “Esse resultado é um orgulho para todos nós”, acrescentou.

Confira mais informações pelo site da competição, clicando aqui.

Veja abaixo o vídeo da premiação dos alunos do Band a partir do minuto 43.

Compartilhe:

Alunos do Idade Mídia e Open City cobrem Feira de Ciências

Para contribuir ainda mais para o sucesso desse sábado (18), a Feira de Ciências e Tecnologia de 2014 contará com a cobertura jornalística e fotográfica pelos alunos dos projetos Idade Mídia e Open City.

Empreendedorismo, inovação e criatividade não assinalam somente a Feira de Ciências desse ano. Com o projeto final já quase concluído, os alunos do Idade Mídia – um curso opcional que oferece diferentes habilidades na área de Comunicação – mostraram-se altamente habilidosos na produção de um curta-metragem ficcional, que pede sobretudo criatividade durante o projeto e espírito empreendedor para seu lançamento.

Empreendedorismo é também palavra-chave do Open City. Esse curso igualmente opcional permite aos alunos não só reflexões acerca de supostas melhorias para a cidade em que vivem, mas como a busca por soluções. Com o projeto também chegando ao final, os alunos se revelaram criativos e, principalmente, grandes inovadores.

Plenamente capazes e altamente eficazes, não há dúvida quanto ao sucesso da cobertura, que contará com dois alunos do Band já formados, ex-Idade Mídia e estudantes de Jornalismo, auxiliando-os na edição dos textos. Por isso, não deixe de acompanhar o evento pelo nosso blog.

Compartilhe:

“Ciência e Empreendorismo” em 2014

Está dada a largada para a Ciência e Empreendorismo, tema da VIII edição da Feira de Ciências e Tecnologia do Band. Este ano, os coordenadores da Feira lançarão a Revista “Band Com Ciência” que contará com os melhores projetos feitos pelos alunos participares da Feira.

A Feira de Ciências tem como principal objetivo unir o conhecimento científico às necessidades por soluções que melhorem o desenvolvimento e bem-estar da sociedade. O coordenador de Química, José Ricardo de Almeida, coordenador de Química, ressaltou que o principal objetivo é estimular a perspectiva de empreendedor relacionado à Ciência, preparando, dessa maneira, o estudante para o mercado de trabalho.

A Revista “Band Com Ciência” lança sua edição e nasce como resultado do esforço de alunos e professores envolvidos nas edições anteriores da Feira de Ciências e Tecnologia. A revista contará com uma entrevista pesquisadores renomados sobre o tema da Feira e também com os melhores trabalhos dos alunos da 2.a série do Ensino Médio que participarão.

Os professores coordenadores da Feira de Ciências e Tecnologia, Cristiana Assumpção, José Ricardo de Almeida e Marly Machado Campos, acreditam que ao publicar material e artigos científicos feitos por alunos, a revista pode servir de inspiração àqueles que desejam publicar artigos científicos além dos alunos poderem divulgar os resultados de seus projetos à comunidade.

Confira, através do link, a 1.a edição da Revista “Band Com Ciência”.

Compartilhe:

Parceria com ONG conecta estudantes com EUA e Qatar

O Colégio Bandeirantes firmou uma parceria com a ONG americana GNG (Global Nomads Group). A missão desta ONG é incentivar discussões sobre diversos temas entre jovens do mundo todo, através de videoconferências, redes sociais e filmagens compartilhadas através da internet.

“O encontro com os demais professores participantes do projeto foi muito proveitoso pois agora temos conhecimento de quem está do outro lado da câmera. Imagino que o contato prévio que tivemos em Nova York será benéfico caso precisemos rediscutir estratégias ou até mediar conflitos durante as videoconferências.”, comenta o professor de Química, Franco Ramunno.

Dentre os diversos projetos organizados pela GNG, o Band participará do Connecting Cultures, Exploring Science: Path to Sustainable Energy (PaSE) que, em parceria com a Qatar International Foundation (QIF), procura explorar com os alunos como podemos construir um futuro sustentável tendo em vista as atuais necessidades de energia. O projeto conta com 12 alunos das 1.a e 2.a séries do Ensino Médio que participarão da Feira de Ciências.

Entre 10 e 14 de fevereiro de 2014, em Nova York, foram realizadas encontros dos professores participantes do Brasil, Qatar e Estados Unidos. Os encontros ocorreram na sede da empresa Polycom, parceira da ONG e focada no desenvolvimento de hardwares e softwares para videoconferências.

“Para os alunos será interessante porque o ocidental, de um modo geral, tem menos contato e ainda um pouco de preconceito com os países do Oriente. Eu acho que o contato com os alunos, ainda mais com o pessoal do Qatar, será uma oportunidade ímpar para todos.”, explicou Franco.

A aluna Rachel Oliveira, da 1.a série, diz estar muito animada sobre conversar com outros jovens de culturas diferentes, reforçando que foi exatamente este contato que despertou seu interesse em entrar no projeto PaSE. “De certo modo, me mostrou que o projeto também parte de valores como a união, o pensamento ao próximo, o “objetivo comum” de todos nós.”, completa Rachel. Além disso, ela acredita que isto seja uma grande oportunidade para conhecer outros modos de vida e também melhorar a convivência em grupo.

A etapa internacional do PaSE ocorrerá até final de maio e contará com a realização de quatro videoconferência entre as escolas que compõem o projeto, o que possibilitará que os estudantes troquem informações e experiências. A partir de junho, os esforços dos alunos se concentrarão em finalizar os projetos propostos para apresentação em outubro na Feira de Ciências do Band.

Da esquerda para direita: Kerry Fergason (professora americana que leciona Environmental Science (Ciências da Natureza) na Highland Park Independent School District), Franco Ramunno (professor brasileiro que leciona Química no Colégio Bandeirantes) e Maria Prasad (professora indiana que leciona no Qatar Independent School for Girls).

 

Compartilhe:

A Feira de Ciências do Fundamental já começou!

Os alunos do Ensino Fundamental já estão preparando os seus trabalhos apesar da Feira de Ciências estar programada apenas para o dia 23/10!

Eles estão vivenciando o verdadeiro espírito científico uma vez que as pesquisas são trabalhosas e exigem muito tempo.

Algumas pessoas, quando observam apenas os resultados de uma pesquisa, não conseguem imaginar todo o trabalho e dedicação que foram necessárias para chegar ao produto final.

Para os alunos do 7º ano, série estreante na Feira, o trabalho começou desde o 1º bimestre. Os estudantes já fizeram as pesquisas iniciais, que são de extrema importância na identificação do problema que será estudado no projeto.

Outra novidade desta Feira é que os alunos do Ensino Fundamental estão desenvolvendo os seus trabalhos escritos através do uso de uma ferramenta inédita para eles: o TELEDUC. Esta ferramenta é um ambiente virtual, muito usada para o ensino à distância, em que os estudantes podem pesquisar materiais, trocar informações, interagir com os colegas e formadores e registrar todas as etapas do seu projeto no seu “Diário de Bordo” (assim como todos os cientistas fazem!).

Tanto os alunos do 7º quanto os alunos do 6º ano já estão navegando neste ambiente virtual!

Teleduc

Teleduc

Compartilhe:

Dialogando com o Pesquisador

Este ano a Feira de Ciências está promovendo atividades ao longo de todo o ano, para envolver os alunos na discussão deste tema que é tão importante – a Sustentabilidade. Criamos um espaço chamado “Dialogando com o Pesquisador”, onde os alunos participantes da Feira têm oportunidade de falar com pesquisadores das mais diversas áreas.

bienio_poli

No dia 22 de maio de 2009, às 13:30h, a professora Patricia Matai, coordenadora do Biênio da Poli, fará uma palestra sobre o tema Sustentabilidade. A palestra será na sala A31.

O convite é aberto para outros alunos do Ensino Médio que possam se interessar, dentro do limite de 50 vagas.

Não deixem de acompanhar os eventos, tanto através deste blog, como através da nossa Galeria de Fotos e da ferramenta de Avisos na sala virtual.

Participem!

Atenção, em breve lançaremos o primeiro desafio. Fiquem de olho!!!!

Compartilhe: