OFICINA DE ENSINO DE FÍSICA – UNICAMP 2013

oficina31

Delicioso sábado ensolarado, Campinas muito simpática e a UNICAMP bastante  acolhedora!

Estas foram as primeiras impressões dos professores de Física do Band, chegando, bem cedinho, para participar da 31ª Oficina de Ensino de Física “Cesar Lattes” no dia 25/05/2013. Desta vez, os animados participantes foram os professores Alexandre Magno, Anna Cecília Copelli, Mara Polakiewicz, Renato Villar, Nelson Rabello, Borella e Marta Rabello.

O programa do evento contemplou temas variados: a estrutura do curso de Física da UNICAMP, inclusive com detalhamento a respeito do novo curso de Engenharia Física ( Prof. Jun Takahashi IFGW-UNICAMP), a evolução de estilo e exigências nacionais para o livro didático de Física no Ensino Médio em geral ( Prof. Jorge Megid FE-UNICAMP), a maravilhosa experiência do genial professor Moisés Nussenzveig(IF/UFRJ)  no projeto “ Aventuras na Ciência” com os kits populares de ciência experimental e também, a aplicação de estratégias especiais para ensinar  Física para crianças pequenas (Prof. Fernando Paixão IFGW-UNICAMP).

Em especial o trabalho do grupo do professor Nussenzveig no projeto dos kits destacou-se pela grande abrangência: desejo de atingir adolescentes do país todo, independentemente da escola, permitindo que se sintam maravilhados pela vivência científica, praticamente brincando! (http://www.aventurasnaciencia.com.br/o-projeto-dos-kits-aventuras-na-ciencia)

De qualquer forma  a oportunidade de ouvir, discutir e conhecer novas possibilidades faz sempre muito bem!

Compartilhe:

BandForense – parceria para desvendar o crime, de verdade!

Julio_BandForense_cenaAs atividades do projeto interdisciplinar BandForense ganharam nova dimensão. Os 23 alunos participantes da versão 2013 do projeto contam agora com a assessoria do perito criminal Júlio de Carvalho Ponce do Núcleo de Toxicologia Forense  do Instituto de Criminalística-IC-SP,  que orientou e discutiu com eles a abordagem inicial da cena do crime e a revelação de digitais escondidas, usando processos químicos avançados tais como cianoacrilato e ninhidrina.

Julio_digitais

Foram duas participações diretas do perito apresentando dados e situações reais, trazendo bastante adrenalina ao projeto. Ao longo do ano, o Julio fará mais quatro intervenções. Este ano já foram estudados os tópicos: registro da cena do crime, coleta e preservação de evidências, análise de vidro, digitais, tipagem sanguínea e padrões de espalhamento de gotas de sangue. Tudo isso imerso em muita discussão científica baseada em fundamentos teóricos sólidos.

Mas o que torna o projeto sensacional é  a animação dos alunos participantes nos momentos de prática, toda baseada em kits importados. Esse envolvimentoAvaliaçao1_bandforense já foi recompensado, pois, após a primeira avaliação parcial dos participantes, todos atingiram muito bem os objetivos propostos e  foram promovidos de investigadores “trainees” para investigadores juniores. Até o final do ano eles resolverão vários outros crimes adquirindo novas competências científicas, evoluindo sempre!

Compartilhe: