Conhecimento, técnica e solidariedade para salvar vidas

 

 

img_1525

Como parte da proposta da disciplina de Ciências, os alunos dos 8os anos e CP1 participaram, com a consultoria da equipe da empresa Dynsei, de um treinamento de Primeiros Socorros, a fim de aprenderem os cuidados imediatos, em situações de emergência, que devem ser realizados a pessoas feridas.

Esse trabalho é desenvolvido levando-se em conta o elevado número de mortes e as sequelas que ocorrem devido à falta de atendimento pré-hospitalar adequado, com a finalidade de preservar a vida, promover a recuperação da vítima ou evitar que o caso piore.

img_3905

 

img_3926

img_3313

Durante o curso, que incluiu aula expositiva dialogada, análise de casos, simulações de acidentes e de prestação de socorros, além da prática da Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP) e do uso do Desfibrilador Externo Automático (DEA) em caso de parada cardíaca, os alunos aprenderam procedimentos importantes e imediatos que devem ser realizados quando uma pessoa tem risco de morte, a fim de manter suas funções vitais e reduzir os agravos de um acidente até que a vítima possa receber atendimento de emergência adequado.

Quando corretamente executados, procedimentos simples são capazes de salvar vidas!!!!!

img_3448

img_3451

img_1543

Para os professores dos 8os. anos Lúcia, Lívia, Mariana, Meire e Waldir o treinamento de Primeiros Socorros, além de finalizar o curso de Ciências dessa série aplicando os conceitos discutidos durante o ano todo, ainda permite trabalhar com valores importantes, como a solidariedade e a empatia.

“Nunca se sabe quando poderemos precisar. Mesmo achando que não teremos coragem ou habilidade para aplicar as técnicas de Primeiros Socorros não devemos deixar de aprendê-las. Muitas vezes, espírito de solidariedade, apenas, não basta. É preciso que nós utilizemos as técnicas que nos permitem prestar um socorro rápido, preciso e eficiente, auxiliando pessoas que encontram-se, naquele momento totalmente dependentes do auxílio de terceiros”, explica a profa. Lúcia.

Os alunos aprovados no curso recebem a carteira de Socorrista Mirim, certificada pela American Heart Association, com validade de 02 anos, e todos nós podemos contar com mais uma equipe jovem a favor da vida!!!!

img_3447

Compartilhe:

Empreendedorismo Social: Projeto de Feira de Ciências busca propostas para a saúde pública

“Buscando soluções para a saúde pública na cidade de São Paulo” é um trabalho criado por algumas alunas do 7º e do 8º do Colégio Bandeirantes como projeto da Feira de Ciências de 2016.

coração

O objetivo do trabalho é mapear os problemas da saúde pública em nossa cidade e buscar propostas e soluções para esta área.

Para conhecermos um pouco mais sobre essa realidade, elaboramos um questionário com algumas perguntas para pacientes, médicos e funcionários do  serviço público de saúde oferecido em São Paulo.

Assim, esperamos ter respostas que virão de pontos de vistas diferentes.

Você também pode participar!!!! Responda ao questionário e contribua com sugestões para essa área!!!

Acesse o questionário pelo QR code

Acesse o questionário pelo QR code

Com base nos resultados do questionário, pretendemos elaborar propostas, buscar propostas e contribuir com melhorias para uma saúde melhor…

Conheça mais sobre o projeto no Facebook!

https://www.facebook.com/alunasdocolegiobandeirantes

Divulgue e ajude-nos a colocar o nosso projeto em prática!!!!

Compartilhe:

#partiueconomizarágua

De forma atual e com linguagem própria, #partiueconomizarágua foi a conclusão à qual os alunos do 6o. ano chegaram diante da situação atual do uso dos recursos naturais no planeta e do nível atual dos reservatórios que abastecem a cidade de São Paulo e seu entorno.

photoGridImage


Essa preocupação, que toma conta de todos, também está presente nas aulas de Ciências!!!

Partindo dos conhecimentos sobre sustentabilidade, ciclo e propriedades da água, trabalhados nos bimestres anteriores, e usando o aplicativo Hydros, as turmas discutiram as relações entre distribuição, disponibilidade e consumo da água no mundo, a partir do conceito de Pegada Ecológica.

Fica a dica da ONG WWF: Pegada Ecológica é uma metodologia de contabilidade ambiental que avalia a pressão do consumo sobre os recursos naturais.

foto 5

foto 1 (1)

foto 2

foto 2 (1)

Já que se trata de uma contabilidade ambiental, todos calcularam sua própria “marca” no planeta, a partir de hábitos e ações diárias.
Com os valores em mãos, comparando com a pegada ecológica global e a meta de pegada ecológica ideal, era preciso refletir sobre ações e propor práticas para a redução do consumo de água e preservação desse recurso.

Desligar o chuveiro para ensaboar o cabelo e o corpo durante o banho, verificar o funcionamento da válvula da descarga dos vasos sanitários, fechar a torneira enquanto escovar os dentes ou ensaboar a louça, substituir a lavagem das calçadas com mangueiras por baldes ou apenas a vassoura, reduzir o tempo do banho, descartar o óleo de cozinha em local adequado foram algumas das ideias para atingir a meta proposta….

foto 4
O uso do app foi uma proposta dinâmica, colaborativa, interativa e reflexiva! Agora é só praticar!!!
Partiu?

Compartilhe:

Feira de Ciências e Tecnologia de 2014 terá a “ONG Bandeirantes Pequenos Cientistas”. Vamos colaborar?

As alunas do 6º ano, Anna Yumi, Elizabeth Kim, Julia Baik e Vitória Ortiz, orientadas pela professora Carolina Oreb, criaram um projeto empreendedor para promover o acesso de crianças carentes, mantidas pelo Instituto dos Meninos de São Judas Tadeu (IMSJT), à Ciência e Tecnologia.

O IMSJT (www.imsjt.org.br) mantém um abrigo e uma creche/escola que necessita de doações de mantimentos, produtos de higiene, roupas, fraldas, material escolar, brinquedos e eletrônicos (computadores, televisores, videogames).

Os objetivos da ONG são arrecadar doações de produtos de necessidade do Instituto e levar conhecimento científico por meio de experiências realizadas pelas próprias alunas no local do IMSJT, e assim, ensinar e encantar as crianças.

Além disto, esta ONG conta com a parceria de um grupo de Feira de Ciências do 2º ano do Ensino Médio, orientados pela professora Wanda Lucas, composto pelos alunos: Cristobal Sciutto, Fernando Moraes, Gabriel Yshay, Guilherme Lacks, Matheus Boger e Rafael Goldstein, que estão desenvolvendo um game educacional que também será uma ferramenta ao acesso de tais crianças ao conhecimento científico tecnológico.

As caixas que receberão as arrecadações estão disponíveis no pátio e na cantina do colégio, devidamente nomeadas com o tipo de doação que coletará, de 25 de setembro a 18 de outubro, dia da Feira de Ciências.

Colabore com o projeto fazendo doações e seja um parceiro da ONG!!!

A ONG Bandeirantes Pequenos Cientistas agradece!

Compartilhe:

Alunos do 8º ano do Band reconhecem o excesso de açúcar presente em bebidas

Você já pensou quanto açúcar você está consumindo quando bebe um refrigerante ou suco?

Consegue imaginar como é carregar 100 g de açúcar branco na mão?

Nos últimos anos, numerosos estudos têm sido realizados para descobrir as causas da obesidade infanto-juvenil. A maioria destes estudos tem identificado os erros nos hábitos alimentares como sendo o principal fator responsável por causar obesidade nas crianças e adolescentes. Além disso, a falta de atividade física bem como outros fatores genéticos têm sido identificados como principais razões por trás do ganho de peso repentino em crianças. No caso da alimentação, é nítida a quantidade excessiva de açúcar consumida por pessoas nessa faixa etária. Conhecer a quantidade de açúcar em diferentes alimentos contribui para o controle da obesidade.

Ao participar do National Science Teachers Association (NSTA) National Conference em San Antonio, a professora de ciências Mariana Lorenzin teve a oportunidade de vivenciar uma atividade promovida pelo FDA (Federal Drug Administration) justamente para educar as pessoas sobre a quantidade escondida de açúcar que consumimos quando bebemos sucos, refrigerantes, milkshakes, entre outras bebidas populares. Esta experiência gerou uma ideia para a aula prática ao ser compartilhada com os professores Lúcia e Waldir, da equipe de Ciências e a equipe técnica do Laboratório de Biologia, Bernardo e Milton.

foto

DSCN4010

O objetivo desta aula foi conhecermos a quantidade de açúcar presente em diferentes bebidas consumidas frequentemente pelos adolescentes. Para provocarmos a reflexão, iniciamos com as questões:

Quais fatores você acredita que estejam relacionados à obesidade infanto-juvenil?

Bebidas e líquidos contribuem para o aumento da ingestão de calorias em nossa dieta?

DSCN4038

Cada grupo recebeu um kit contendo um conjunto de bebidas, rótulos de bebidas e sacos plásticos contendo diferentes quantidades de açúcar. Foi solicitado que eles relacionassem os saquinhos contendo açúcar com as imagens das bebidas.

DSCN4029

Dessa forma, os alunos levantaram hipóteses a respeito da quantidade de açúcar presente em cada bebida.

DSCN4017

Além disso, os grupos receberam as informações nutricionais impressas e deveriam relacioná-las com cada bebida.

É incrível observar a quantidade de açúcar presente em diferentes bebidas. Por exemplo, uma Coca-Cola de 600 ml possui 32g de açúcar. Já um milk shake de 500 ml possui 109g de açúcar comum!

Por meio dessa prática, os alunos puderam perceber que ingerimos muito mais açúcar do que nos damos conta. Dessa forma, fica mais fácil fazer escolhas saudáveis para a alimentação.

Além dessa prática, os alunos puderam observar também que uma lata de refrigerante com açúcar afunda mais na água do que uma lata com refrigerante “zero”, comprovando de uma forma fácil de observar que existe uma grande quantidade de açúcar presente, a ponto de afetar a densidade da bebida!

DSCN4238

Quem sabe agora fazemos escolhas melhores na hora da sede!

 

Compartilhe:

Corpo Humano – Os principais órgãos internos na visão dos alunos dos 8os anos…

Para identificar e entender as estruturas do Corpo Humano, os alunos dos 8os.anos realizaram, no 2o. Bimestre, atividades práticas no laboratório de Ciências, com os professores Lúcia, Mariana e Waldir.

Essas atividades levaram os alunos a refletir sobre as seguintes questões:

Quais são os principais órgãos do corpo humano?

Onde os órgãos internos do corpo ficam localizados?

Os alunos reunidos em grupos trocaram ideias sobre os conhecimentos que já tinham sobre o próprio corpo e iniciaram a tarefa de representa-lo com seus órgãos internos nas posições corretas.

A primeira etapa foi fazer o contorno do próprio corpo usando caneta preta e papel pardo cortado no tamanho ideal para essa atividade.

DSCN3612

Após o contorno ter sido feito, os órgãos começaram a ser desenhados em cores diferentes, com suas respectivas legendas.

DSCN3623

DSCN3616

DSCN3639

Os professores explicaram aos alunos que as posições dos órgãos no interior do corpo estão associadas ao longo processo de evolução dos seres humanos e que essas posições garantem a perfeita  execução de suas funções, incluindo os que estão dispostos de forma assimétrica, como o fígado e o coração.

Os desenhos são fixados na lousa e as   correções são feitas observando o modelo anatômico do corpo humano feito de vinil.

DSCN3627DSCN3630

DSCN3631

Assim, os alunos aprendem mais detalhes sobre os vários sistemas que compõem o corpo humano e como os órgãos cooperam entre si para mantê-lo saudável.

Compartilhe:

6 anos – Ciência,Tecnologia e Meio Ambiente

No sexto ano após discussões em sala de aula os alunos elaboraram textos relacionando como a Ciência interfere em novas tecnologias e quais seus impactos sobre o Meio Ambiente.

Confira nos links abaixo os textos selecionados

6B

Maria – http://migre.me/dDfmZ

Renata – http://migre.me/dDfka

6C

Beatriz – http://migre.me/dDfpZ

Lucas – http://migre.me/dDfru

6D

Luiza – http://migre.me/dDftl

6E

Lucas – http://migre.me/dDfwx

Rafaella – http://migre.me/dDfAi

6F

Ana Luiza – http://migre.me/dDfCo

Gabriela – http://migre.me/dDfDO

Compartilhe:

O que os alunos do 6o. ano pensam sobre Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente?

            Logo na primeira semana de aula de 2012,  os alunos do 6o. ano do Ensino Fundamental elaboraram textos definindo o que entendem por Ciência e quais as suas aplicações e relação com Meio Ambiente e Tecnologia.

            Os textos foram lidos, discutidos em sala de aula com as professoras e considerados de grande qualidade. Vale a pena conferir!!

Para acessar os textos enviados pelos alunos clique nos links abaixo:

Beatriz F. 6º B

Gabriela Y. 6º B

Jullyna Y. 6º B

Felipe H. 6ºD

Lucas B. 6º D

Bianca D. 6 º E

Isabela F. 6ºE

Mariana C. 6º E

Barbara N.  6º F

Jonas S. 6ºF

Compartilhe: