Professores visitam Paraisópolis

O Colégio Bandeirantes, no ano de 2016, escolheu como tema para a sua tradicional Feira de Ciências o “Empreendedorismo Social”. Apesar do intenso crescimento no Brasil e no mundo -e de todas as oportunidades que gera quando a necessidade social é aliada ao investimento privado- a área ainda está em constante descobrimento conceitual.

1

Por isso, para embasar tecnicamente professores, orientadores e alunos, o Instituto Jatobás e o Instituto Sinapse de Educação pela Cidadania abraçaram a causa e estarão, durante todo o ano, desenvolvendo atividades e cooperando com a construção dos 11 projetos que serão apresentados na Feira em outubro.

2

Para começar o trabalho, os professores receberam material teórico elaborado pelo Prof. Ademar Bueno sobre o tema. Porém, como não se pode compreender problemas e necessidades sociais sem vivenciá-los, todos foram convidados a visitar Paraisópolis, comunidade na zona sul de São Paulo, circundada pelo bairro do Morumbi.

3

Recebidos por Claudia Raphael, representante da CUFA (Central Única das Favelas), o grupo circulou por entre ruas e becos para observar e ter contato com a realidade das cem mil pessoas que lá habitam. Questionados sobre quais as características que mais chamaram a atenção na visita -que aconteceu no fim da tarde quando os trabalhadores voltavam para suas casas -os professores relataram que sentiram forte o senso de pertencimento, comunidade e também de empreendedorismo, o que Claudia brinca de chamar de “Sevirologia”. Além disso, chamou a atenção dos educadores a pequena quantidade de escolas para atender à população.

5

Após a visita, na sede da CUFA, o Prof. Ademar Bueno provocou um pequeno debate sobre o papel dos três setores no Brasil e as oportunidades que estão surgindo na área de empreendedorismo social.

4

Para o professor Ricardo Almeida, Coordenador do projeto junto ao Instituto Jatobás, “o Bandeirantes está na vanguarda no que diz respeito ao envolvimento de professores e alunos com causas e problemas sociais, justificando cada vez mais o posto de um dos melhores Colégios do Brasil”.

Compartilhe: