Alimentos saudáveis também podem ser gostosos?

Por Marcella Matida

Foi essa pergunta que motivou o grupo composto por Ana Lúcia, Bruno, Leo, Lawrence e Camila a montar um projeto para a Feira de Ciências.
Hoje em dia, cada vez mais os jovens são estimulados a perseguir um ideal de beleza que exibe corpos magros, esbeltos e principalmente, saudáveis. No entanto, ainda é latente o preconceito por parte desses mesmos jovens a uma alimentação saudável que lhes proporcionaria, aliada a exercícios físicos obviamente, esse tão sonhado corpo de modelo.
Para solucionar esse atual problema, o grupo resolveu desenvolver comidas que fossem rápidas, saudáveis e ao mesmo tempo saborosas. Para isso utilizaram-se de cascas de banana, talos de beterraba e salsa e da ajuda da professora Beth Pontes.
Os alunos realizaram testes com os alimentos produzidos no grupo de Humanas do Band para ter uma ideia da aceitação por parte do público alvo. O grupo testado poderia escolher dentre as opções ruim, regular, bom e ótimo. O resultado obtido foi surpreendente: a maioria dos alunos definiu como bom ou ótimo os alimentos testados.
Além disso, durante a Feira de Ciências todas as comidas que foram testadas estão disponíveis para degustação do público que pode observar um gráfico construído em tempo real com a avaliação do mesmo.

Confira as receitas desenvolvidas pelo grupo abaixo:

PATÊ DE TALOS DE BETERRABA

INGREDIENTES:
-2 colheres de talos de beterraba
-1 copo de ricota
– Sal e pimenta a gosto

MODO DE PREPARO:
– Bata tudo no liquidificador.
– Sirva gelado.

BOLO DE CASCAS DE BANANA:

INGREDIENTES:

Massa:
– Casca de banana – 4 unidades
– Ovo 2 unidades Leite – 2 xícaras (chá)
-Margarina – 2 colheres (sopa)
-Açúcar – 3 xícaras (chá)
– Farinha de rosca – 3 xícaras (chá)
– Fermento em pó – 1 colher (sopa)

Cobertura:
– Açúcar – ½ xícara (chá)
– Água – 1 ½ xícara (chá)
– Banana – 4 unidades
– Limão – ½ unidade

MODO DE PREPARO:
Lave as bananas e descasque. Separe 4 xícaras de casca para fazer a massa. Bata as claras em neve e reserve, na geladeira. Bata no liquidificador as gemas, o leite, a margarina, o açúcar e as cascas de banana. Despeje essa mistura em uma vasilha e acrescente a farinha de rosca. Mexa bem. Misture as claras em neve e o fermento. Despeje em uma assadeira untada com margarina e farinha. Leve ao forno médio preaquecido por 40 minutos. Para a cobertura, queime o açúcar em uma panela e junte a água, fazendo um caramelo. Acrescente as bananas em rodelas e o suco de limão. Cozinhe. Cubra o bolo ainda quente.

BOLO DE CHOCOLATE

INGREDIENTES:
– 1 xícara de margarina
-1 e ½ xícara de açúcar
-6 ovos
– 1 xícara de chocolate em pó
-2 xícaras de farinha de trigo
-½ xícara de maisena
-1 xícara de aveia em flocos finos
-1 copo de leite
-1 colher (sopa) de fermento em pó
-gotas de essência de baunilha

MODO DE PREPARO:

Bata a margarina com o açúcar e junte as gemas uma a uma. Acrescente a baunilha e o chocolate. Apenas mexendo junte as farinhas e o leite alternadamente; por último o fermento e as claras em neve. Leve ao forno em forma untada por meia hora.

Compartilhe:

O outro lado da moeda

Por Júlia Griebel

Mostrar a qualidade e o resultado final dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos não é suficiente para a V Feira de Ciências. Neste ano, assim como nos anteriores, o Band também traz entre seus convidados alguns avaliadores que circularão pelos projetos para analisar, fazer sugestões e colaborar cada vez mais com o sucesso do evento.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=-y-_viOguZ0]
Roberval Stefani da Lumitech

Compartilhe:

Expectativa e ansiedade

Por Fabíola Kim

A V Feira de Ciências começou. É hora de avaliar o trabalho desenvolvido durante seis meses. Para muitos, é a primeira vez que participa como uma das equipes da Feira, e a perspectiva de apresentar o trabalho para profissionais, professores, funcionários e alunos é bastante emocionante. A Feira de Ciências do Colégio Bandeirantes tem um histórico de sucesso nos últimos anos, e não se espera menos para essa quinta edição. Sobre o tema “Saudabilidade”, termo que poucos ouviram falar, os alunos exploraram diferentes interpretações, e hoje, sábado, dia 29, os visitantes poderão conhecer mais a fundo como a questão da sustentabilidade engloba diferentes âmbitos e áreas de conhecimento. A fim de conhecer um pouco o que se espera para a Feira, foi entrevistado Rafael (2H1), que compõe, junto à Eloísa (2E4) e à Sandra (2B3), uma das equipes da Feira de Ciências.

 Qual é o tema que o seu grupo apresentará durante a Feira? O nosso tema é sobre os efeitos dos metais pesados na saúde humana. O nosso grupo enfocará num estudo sobre os metais, que será embasado numa parte experimental. Que professor acompanhou o desempenho do grupo durante os últimos 6 meses?
É o Flávio que nos acompanha desde abril, trabalhando conosco. Mas também contamos com a ajuda do prof. Boggio, que veio em uma das reuniões para a Feira para ajudar a escolher o tema, do prof. Almeida, que deu dicas na parte técnica do nosso trabalho, e também do prof. Fábio Siqueira, que deu uma palestra sobre reatividade dos metais para o nosso grupo.

Qual a proposta do trabalho? Impedir que os metais causem prejuízos à natureza após sua utilização na forma de pilhas. E como se deu esse processo?O seu grupo conseguiu cumprir a proposta?
O prof. Almeida sugeriu reutilizar as pilhas gastas na construção de casas. A ideia era formar tijolos a partir de garrafas PET cheias de pilhas, e com os espaços vazios preenchidos com areia, para impedir um fluxo livre de metais pesados dentro da garrafa. Aprendemos que a pilha não reagia com o material da garrafa, mas ainda havia o problema de uma reação exotérmica, isto é, havia o risco de a garrafa derreter. A solução foi analisar diferentes tipos de pilhas, e na construção do “tijolo”, não misturar as pilhas de tipos diferentes.

Então o “tijolo” acabou assumindo dupla função?
Sim, a garrafa PET cheio de pilhas e preenchida com areia servirá para armazenar as pilhas gastas, o que diminui o nível de poluição ambiental, e para construir casas, o que pode resolver vários problemas relacionados à falta de material.

Qual foi a parte mais difícil do trabalho?
O relatório! Fazê-lo envolveu muita pesquisa e tempo, nós não estávamos tão familiarizados em elaborar documentos com esse tipo de estrutura e linguagem.

Compartilhe:

Confira a Programação Completa da Feira!

Por Anna Sophia

A V Feira de Ciências na qual os alunos do Colégio Bandeirantes participarão, será amanhã dia 29 de outubro das 13:00 horas até as 16:30 no ginásio do Colégio. Para aqueles que estão ansiosos para o grande dia, aqui segue a a programação:
  • Corantes nos alimentos: quais os riscos de tanta cor?

-Por que precisamos de alimentos com tantos corantes? Eles são realmente necessários? E se a resposta for sim, por que não dar preferência aos corantes naturais?

  • Gorduras: como conviver saudavelmente com elas?

-A ingestão indevida de gorduras pode levar a complicações, especialmente às cardiovasculares. Para que não ocorram, é preciso ter atenção com a temperatura em que os óleos são empregados. Assim, o objetivo deste projeto foi estudar o efeito do aquecimento na composição do óleo de soja.

  • Meditação + Respiração Consciente = Bem-estar físico e mental

– Estudo que pretende comprovar que a prática de exercícios de respiração e de meditação, mesmo que em intervalos reduzidos de tempo, promove o relaxamento e a concentração.

  • Irradiação dos alimentos: saudável ou mortal?

-Alimento irradiado é alimento radiativo?

  • Estudo sobre o leite materno e as vantagens e desvantagens de suas substituições

-Trabalho pretende-se mostrar os benefícios e os malefícios do consumo de leite e comparar o valor nutricional de alguns de seus tipos (leite de cabra, vaca e soja) visando à substituição na alimentação.

  • Reciclagem para um mundo mais saudável

-Projeto focado no estudo de metais contidos nas pilhas, apontando os riscos que estes oferecem para a saúde humana. Tendo em vista as consequências do perigoso descarte de pilhas, dá-se uma alternativa para a reutilização desses materiais: a construção de uma poltrona.

  • A cesta básica, seus nutrientes e os alimentos funcionais

–  Criação de um método para avaliação da qualidade nutricional de cestas básicas que permitirá identificar eventuais carências nutricionais a serem supridas.

  • Tecnologias de detecção de tipos de pisadas na marcha e de suas correções

-Será que todas as tecnologias disponíveis no mercado para verificação de marcha(caminhada ou corrida) têm eficácia real? Será que os testes existentes são de confiança?

  • Biomonitoramento da poluição do ar e Saúde Ambiental

-Análise e discussão dos impactos da má qualidade do ar na saúde humana na cidade de São Paulo e quais os métodos de monitoramento disponíveis no mercado. Para ilustrar, foi simulada uma inversão térmica em escala reduzida.

  • Alimentos saudáveis podem ser gostosos?

É  é possível conciliar uma alimentação saudável e balanceada com uma saborosa e acessível?

  • Quebrando mitos: a conservação da carne e a sua relação com o câncer

-O uso de nitritos e nitratos sódicos como aditivos alimentares é uma realidade bem como seu potencial carcinogênico. O trabalho tem como objetivo buscar um meio de detecção visual da presença ou ausência desses aditivos como método de conservação.

 

A Feira também contará com a participação de alunos do Ensino Fundamental, segue a baixo seus projetos:

Turmas do 6.o ano

  • Anabolizantes: seus efeitos e o uso inadequado nas academias
  • Alimentação Saudável X Atividade Física: eis a questão!
  • Danças: seus benefícios e malefícios
  • Alimentação saudável, prato ideal para a saúde humana
  • Problemas de alimentação: Anorexia e Obesidade
  • Drogas: conscientização e reflexão
  • Jogos de alimentação divertida
  • Agrotóxicos e Orgânicos

 

Turmas do 7.o ano

 

  • Relação entre refrigerantes e ossos ou carnes
  • Os efeitos das diferentes radiações para o ser humano
  • Fungos: os diferentes tipos, maléficos e benéficos
  • Benefícios do mel para a saúde
  • Vitaminas e suas funções
  • Isotônicos Naturais

 

Turmas do 8.o ano

  • Toxicidade em Batatas
  • Os riscos do Fast Food para a saúde
  • Diferentes modos de esterilização de chupetas
  • Hábitos alimentares dos alunos dos 7.os e 8.os anos do Band: opções saudáveis?
  • Qual o produto mais eficiente na esterilização de verduras?
  • Doenças da modernidade das grandes metrópoles
  • Alimentação de Fast Food: a “destruição” do seu sistema digestório
  • Música alta e problemas na audição

Venha conferir!

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Compartilhe:

Áreas Diferentes, Objetivos iguais

Por Gabriela Galera

Quando ouvimos a expressão Feira de Ciências logo pensamos que quem se interessará por isso serão os alunos relacionados às áreas de biológicas e exatas, mas é a surpresa é que nesse ano e na maioria dos passados, a Feira de Ciências do Colégio Bandeirantes têm participantes da área de humanas. Você acredita? E, afinal, porque um aluno de humanas participaria deste evento?

“Os alunos de humanas levam preocupações diferentes para esse projetos, isso porque eles têm um olhar voltado para problemas socias e econômicos do nosso país” diz a professora de química Beth Pontes, esta visão contribui para encontrar soluções mais focadas no ser humano e nos problemas socias, melhorando a qualidade de vida das pessoas em geral. Discussões chave esse ano por conta do tema “Saudabilidade”.

Um exemplo disso é a aluna Ji Eun Jung, 17, que junto com a sua amiga Carolina Ayumi,ambas da área de Humanas, desenvolveram um projeto com o objetivo de combater a desnutrição do país através

Have this product won’t nipper overall them http://www.geneticfairness.org/ the However Honest soap.

da melhora das cestas básicas com a introdução de alimentos funcionais, como a soja.

A motivação para participar da Feira de Ciências vai além da simples convicção de ter algo para fazer a tarde, passa pelo desejo de contribuir para que haja uma mudança no mundo em que estamos inseridos e também para que o própio aluno adquira conhecimento sobre assuntos diversos.

Como se vê, após esta análise podemos dizer que humanas também pode – e deve se envolver com ciência.

 

Compartilhe:

Gincana da Adidas anima Feira

Por Ulysses Szajnbok de Faria

Um dos grupos da aguardada Feira de Ciências de amanhã elaborou um trabalho interessantíssimo intitulado “Tecnologias de detecção dos tipos de pisada na marcha e suas correções”. O apoiador é a marca esportiva alemã Adidas.

O evento promovido pela companhia será uma gincana na quadra 1(acima do ginásio poliesportivo) e promoverá o novo tênis da Adidas, Adizero Feather, que será lançado apenas em 20/11. Suas características especiais são o desenvolvimento feito para arrancadas, já que pesa 190 gramas. As categorias que haverá são sub-15, 16-17 anos e maiores de 18. Em todas, há masculino e feminino.

A gincana consistirá em 5 baterias de corridas por categoria. Os vencedores participarão de uma final. O prêmio para as categorias sub-15 e 16-17 anos será um exemplar do novo tênis. Para a categoria adulta, a premiação consiste em um kit especial com roupas da Adidas. Para se inscrever na gincana, basta ir até a sala D6, ao lado do ginásio poliesportivo, já que será nesta sala que o grupo desenvolvedor do trabalho estará se apresentando. Atenção: a primeira bateria larga às 13:30.

Compartilhe: